segunda-feira, 25 de junho de 2012

Aprender o associativismo - "Manual do Dirigente Associativo"


O movimento associativo popular dispõe a partir de agora de uma obra de orientação e apoio. Maria João Santos e Sérgio Pratas são os autores do recém-lançado “Manual do Dirigente Associativo – 100 Perguntas/100 Respostas”, que se apresenta como “um instrumento de trabalho essencial para os mais de 400 mil dirigentes do movimento associativo de raiz popular”.
A obra organiza-se ao longo de 190 páginas por capítulos dedicados ao movimento associativo popular, à constituição da associação, à família associativa, ao funcionamento dos órgãos, à fiscalização externa (ou oficial). Da actividade associativa, às contas da associação, ao estatuto de utilidade pública e ao estatuto de dirigente associativo voluntário bem como ainda a situações de extinção da associação.

Historiando, de forma sintética, a evolução do movimento associativo popular em Portugal   a partir da monarquia constitucional e dando relevo às mutações operadas com o advento do Estado Social e da “governança”, os autores propõem um “um novo modelo de regulação para o movimento associativo popular”, que passa por um novo paradigma de articulação e parceria entre o Estado e esse movimento.

O reforço da autonomia, um novo estatuto e mais transparência são as vias propostas que os autores expendem detalhando condições.
Ficha técnica:
Título – “Manual do Dirigente Associativo – 100 Perguntas/100 Respostas”, autores – Maria João Santos e Sérgio Pratas, Edições Rui Costa Pinto, Lda (www.rcpedicoes.com), 1ª edição Junho de 2012, Depósito Legal 344083/12, ISBN 978-989-8325-27-3. Obra patrocinada pela Confederação Portuguesa das Colectividades de Cultura, Recreio e Desporto, Montepio e Fundação Calouste Gulbenkian

Sem comentários:

Publicar um comentário